Blog

Noticias01

Evento este ano será online com shows, oficinas e a tradicional Jam Sanfona Session

O Festival Internacional da Sanfona esse ano será online, com muitas atrações, atividades, animações e claro, envolvimento com o público. O novo formato ainda é em função das restrições causadas pela pandemia da Covid 19.

A sétima edição do maior evento dedicado à sanfona do país ganha amplitude, com a versão virtual. O festival que até então era sediado em Juazeiro, município baiano onde nasceram João Gilberto, Ivete Sangalo e acolheu o sanfoneiro Targino Gondim, agora ganha o mundo com uma programação 100% online.

O VII Festival Internacional da Sanfona será realizado entre os dias 17 e 31 de julho e tem o apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia, além de ser uma realização da Conspiradoria Projetos e Produções e Toca Pra Nós Dois Produções e Eventos Ltda.

O evento que reverencia a sanfona, mostrando toda sua beleza e importância, com o melhor da sanfona do Brasil e do mundo, traz mais uma vez, diversos artistas e uma vasta programação. Durante os 15 (quinze) dias de festival, os amantes da sanfona poderão participar das oficinas ministradas por artistas renomados, participar da Jam Session, que será um grande encontro virtual de sanfoneiros e apresentar todo o seu talento, além de assistirem aos shows de artistas nacionais e internacionais.

As oficinas trazem como temas: “Ritmos Brasileiros”, “Tem Sanfona no Choro” e “Improvisação no Forró”. Cada uma terá 4 horas de duração e será realizada pela plataforma Google Meet, com inscrições gratuitas.

A Jam Sanfona Session é outro momento bastante aguardado pelos participantes. Desta vez, em formato virtual, será uma grande vitrine para os músicos que queiram divulgar seus trabalhos. Para isso, basta enviar um vídeo da apresentação que deseja inscrever no evento.

O ponto alto do festival continua sendo os shows, que na nova versão será no formato de Lives no canal do YouTube. Já confirmaram presença os cantores Ivan Greg, Adelson Viana, Targino Gondim, Quinteto Sanfônico do Brasil, Silas França, Daniel Itabaiana, Gennaro, Raniel Pernalonga, Gilberto Monteiro e os artistas internacionais, Raulito Barboza (Argentina) e Richard Galianno (França).

Você já pode acompanhar toda a programação, inclusive as informações sobre as inscrições para oficinas e para a Jam Session no Instagram @festivaldasanfona.

 Estão abertas as inscrições para as oficinas do VII Festival Internacional da Sanfona

Serão três oficinas, cada uma com 4 horas de duração

A VII edição do Festival Internacional da Sanfona está com inscrições abertas das oficinas que este ano acontecem no formato virtual pela plataforma Google Meet, gratuitamente.

São oficinas para todos os sanfoneiros, independentemente do nível de habilidade no instrumento (iniciantes, intermediários ou avançados).

Para se inscrever, basta acessar o link disponibilizado na bio do Instragram @festivaldasanfona. Todas as oficinas são gratuitas e os interessados poderão se inscrever até 10 de julho.

Serão ministradas três oficinas de sanfona: “Ritmos Brasileiros”, “Tem Sanfona no Choro” e “Improvisação no Forró”.

A oficina “Ritmos Brasileiros”, acontecerá nos dias 20 e 22 de julho, ministrada pelo sanfoneiro Marquinhos Café, que dará dicas especiais de Forró, Xote, Baião, Xaxado, Marchinhas, Frevo, Chorinho e Samba. As aulas serão sobre a possibilidade e capacidade de expressão da sanfona nesses ritmos tão ricos e culturais do nosso Brasil. O objetivo é mostrar a versatilidade da sanfona e toda as suas possibilidades de transitar em todos esses ritmos.

Marquinhos Café, tem 26 anos de carreira como instrumentista e foi aluno do Maestro e Mestre Camarão em Pernambuco, e vem continuando com esse legado de passar o conhecimento que adquiriu nessa estrada, passando seu conhecimento sobre esse fabuloso instrumento.

A oficina “Tem Sanfona no Choro”, será nos dias 27 e 29 de julho, com Marcelo Caldi.  A oficina tem foco no estilo, linguagem e repertório de grandes sanfoneiros que tocaram e tocam choro. De acordo com Marcelo, para um sanfoneiro se desenvolver é preciso estudar este estilo musical. “Quando nos aprofundamos no estudo dos choros dos nossos mestres, desenvolvemos muitas habilidades. Então, vamos ouvir as músicas sugeridas, tocar, analisar o estilo de cada compositor, destrinchar padrões em cada música trabalhada, destacar o fraseado dos intérpretes, desenvolver raciocínio rápido para as mudanças harmônicas, improvisar”, explicou Marcelo Caldi.

Marcelo Caldi, além de sanfoneiro, é pianista, compositor, arranjador sinfônico, produtor, cantor, maestro, diretor musical. É reconhecido como um dos sanfoneiros mais importantes de sua geração, levando adiante o legado de mestres como Luiz Gonzaga, Orlando Silveira, Chiquinho do Acordeom, Sivuca, Dominguinhos, Oswaldinho e outros. Participou dos mais importantes festivais de música instrumental no Brasil e já levou seu trabalho para países como Portugal, França, Itália, Alemanha e Japão.

A oficina de “Improvisação no Forró”, com o sanfoneiro Chico Chagas, que trará dicas e truques de como se preparar para os improvisos com o instrumento. As aulas serão nos dias 28 e 30 de julho.

Chico chagas é acordeonista, pianista, baixista, compositor e arranjador. Nasceu no Acre e aos 7 anos já tocava acordeon. Viveu no Rio de Janeiro por mais de 20 anos, onde tocou com grandes nomes da música nacional e internacional. Morou durante três anos na Europa, entre Alemanha, França e Inglaterra. O artista faz uma combinação da autêntica música brasileira com uma releitura do jazz e é um dos poucos acordeonistas brasileiros que tocam a música da Amazônia. Fez inúmeras gravações para a TV Globo, dentre elas, duas aberturas de novelas. Gravou a abertura de “Chocolate com Pimenta”, e sua gravação mais recente, na abertura da novela “Segundo Sol”.

O VII Festival Internacional da Sanfona será realizado entre os dias 17 e 31 de julho, totalmente no formato virtual, ainda em razão da pandemia da Covid-19.

Durante os 15 (quinze) dias de festival, além das oficinas, os amantes da sanfona poderão participar da Jam Session, que será um grande encontro virtual de sanfoneiros e apresentar todo o seu talento…